Prova de Título

A prova de título é um certame realizado periodicamente pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO em parceria com as associações representativas das especialidades da Fisioterapia, para concessão dos títulos de especialistas profissionais aos Fisioterapeutas.

Em se tratando da especialidade da Fisioterapia do Trabalho a associação competente para emissão do título de especialista profissional é a ABRAFIT.

Apenas pode se intitular Fisioterapeuta do Trabalho aquele Fisioterapeuta que possui o título de especialista profissional em Fisioterapia do Trabalho concedido pela Associação Brasileira de Fisioterapia do Trabalho - ABRAFIT e reconhecido pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO, atendendo ao previsto na resolução COFFITO n° 377/2010. A utilização e divulgação do título de Fisioterapeuta do Trabalho por profissionais não especialistas configura-se infração ética de acordo com o artigo n° 30 do código de ética e deontologia da Fisioterapia (Resolução COFFITO Nº 424/2013).

Perguntas Frequentes:

01/

Quem possui pós-graduação em Fisioterapia do Trabalho pode se intitular "Fisioterapeuta do Trabalho"?

Não. Quem realizou uma pós-graduação em Fisioterapia do Trabalho pode se apresentar como "Pós-graduado em Fisioterapia do Trabalho". Os títulos de "Fisioterapeuta do Trabalho" e "Especialista em Fisioterapia do Trabalho" são exclusivos para os profissionais que possuem o título de especialista profissional em Fisioterapia do Trabalho concedido pela ABRAFIT através da prova de título.

02/

Todo Fisioterapeuta que presta assistência à saúde do trabalhador é um Fisioterapeuta do Trabalho?

Não. Somente são "Fisioterapeutas do Trabalho" os profissionais que possuem o título de especialista profissional em Fisioterapia do Trabalho concedido pela ABRAFIT através da prova de título.

03/

Qual a vantagem de ser um Especialista Titulado?

Os especialistas titulados possuem um lugar de destque no mercado de trabalho, pois a titulação é uma chancela da qualidade técnica do profissional. Esta maior valorização também se reflete diretamente nos honorários, uma vez que o especialista deve cobrar 20% a mais que o Fisioterapeuta generalista de acordo com a resolução COFFITO n° 482/2017.

+ ABRAFIT PRA VOCÊ:

Associe-se

Prova de Título

Legislação

Lista de Sócios